O quartinho do Hugo – Inspirado no método Montessori

img_20170222_113024Oi meus amore! Saudades! Huguinho nasceu e meu tempo se foi, foi todo para ele kkkk, mas também foi enrolação minha e um pouquinho de preguiça, aproveitei para dar um tempo de quase tudo, mas  hoje, no dia em que ele completa 5 meses, (apesar do post ter ido com data 23/02, ainda é 22/02!) eu vim aqui mostrar o quartinho dele para vocês. Quando comecei a pesquisar sobre como seria o quartinho do Hugo, vi um quartinho com cama no chão, achei interessante e resolvi pesquisar mais, foi aí que descobri um método de educação desenvolvido por uma médica chamada Maria Montessori, que iniciou suas atividades trabalhando com crianças especiais e depois criou uma metodologia de ensino que levava em consideração a individualidade, independência, organização, autonomia, e liberdade com limites. Esse método tem o intuito de incentivar o desenvolvimento intelectual e motor da criança respeitando seu desenvolvimento natural.

Maria Montessori (1870-1952), nasceu na  Itália, ela era uma pedagoga, pesquisadora e médica, estudou medicina na Universidade de Roma e foi uma das primeiras mulheres a concluir medicina em uma universidade na Itália. Por causa do preconceito, escolheu trabalhar na área da psiquiatria. Você pode ler mais sobre ela aqui. Os seis pilares educacionais do método Montessori são:

  1. Autoeducação – é a capacidade inata da criança para aprender.
  2. Educação como ciência – De acordo com este princípio, o educador deve levar o conhecimento à criança de forma organizada.
  3. Educação Cósmica
  4. Ambiente Preparado – Em ambientes preparados encontram-se mobília de tamanho adequado e materiais de desenvolvimento para a livre utilização da criança.
  5. Adulto Preparado
  6. Criança Equilibrada

Leia mais sobre os seis pilares aqui. Nesse mesmo blog eles citam que personalidades do mundo moderno, entre eles, estão os fundadores da Google, e Andrew McAfee, colunista da Harvard Business Review, foram educacadas em Montessori.blog-1

A auto educação é um dos pilares, o quarto do bebê  deve ser feito para ele, levando em consideração o seu tamanho, as suas  limitações e necessidades. A verdade é que quando pensamos no quarto do bebê, pensamos nas nossas necessidades e vontades, com as coisas todas voltadas para a nossa praticidade  e com isso, a criança meio que “fica de lado” no seu próprio quarto. Então a nossa ideia foi criar um meio termo, um quarto onde ele poderia se desenvolver melhor com quase tudo ao seu alcance e com objetos que o desafiasse a desenvolver de forma mais independente e também que tivesse as coisas necessárias para nós pais no cuidado com ele.  blog-13

Então nos inspiramos no método Montessori e na natureza, especialmente nos animais para criar o quartinho, mas na verdade não seguimos a risca o método Montessori, algumas coisas fiz pela estética mesmo, por capricho meu, um exemplo são as prateleiras altas com pelúcias, para dar um charme e os quadrinhos na parede  também, quadros mudam muito o ambiente, deixando o quarto super fofo e são super baratos As imagens não são minhas e eu infelizmente perdi os links, foram todas retiradas do pinterest e impressas em papel comum, em impressora comum. As molduras ficaram cento e poucos reais. Me perdoem por não lembrar os preços exatos. As bolinhas foram pintadas aleatoriamente pelo Noel com tinta spray e um papelão com um buraco redondo.

blog-14Colocamos o colchão  no chão como forma de proteger ele de quedas e  para que ele ganhe autonomia para ir ou sair da cama sem necessitar de ajuda. Para ficar mais charmoso e divertido para futuras brincadeiras, o Noel, com a ajuda do nosso amigo Pablo, fez essa  caminha/casinha de madeira, bem resistente (se ele pendurar futuramente, ela aguenta de boa rsrs), preferimos ela na cor original mesmo. Também fizemos a prateleira para brinquedos e livros baixa, futuramente vamos colocar caixas organizadoras abaixo da prateleira, para que ele possa pegar e organizar seus brinquedos sozinho, assim estimulamos ele a ser organizado, o contrário de mim, kkkk mas eu estou melhorando a cada dia!

A barra atrás da girafinha é para  estimular e ajudar ele a ficar de pé e andar sem a nossa ajuda, utilizamos um varão para cortina. Não pretendemos usar “anda já”, eu acho que torna a criança dependente além de outros fatores ligados a saúde…

Os pompons foram feitos pela minha irmã querida!

blog-9Espaço livre para que o Hugo engatinhe e caminhe sem obstáculos.blog-15O espelho ajuda o bebê a reconhecer sua própria imagem e entender que ele e a mãe são duas pessoas distintas, pois no início o bebê acha que ele e a mãe são um só. Também ajuda a reconhecer os movimentos e muito mais. Para deixar o ambiente mais seguro e confortável, colocamos esse tapete macio.

A mini mesa e as mini cadeiras para ele  realizar suas atividades/brincadeiras.

blog-3

Nós pensamos em mandar fazer os móveis todos planejados, mas ficava bem acima do nosso orçamento, foi aí que encontramos essa cômoda super linda e apesar dela não ser da linha bebê, achei ela mais segura do que as que eram, pois os puxadores dela se encostam e não forma os possíveis degraus para o bebê subir, além de ser tão linda e diferente, apaixonamos nela de cara. Para o trocador, nós mandamos fazer essa bancada com um beiral,  para ficar com aparência mais larga e bonita, abaixo colocamos uma um pouco mais estreita para servir de prateleira para brinquedos. Também encomendamos mais duas prateleiras para colocar as pelúcias, me arrependi de não ter colocado o beiral nelas também.  As prateleiras todas ficaram mais ou menos R$ 130,00 e a cômoda, acho que foi uns R$ 600,00 ou R$ 700,00.

blog-5A piscina de bolinhas ajuda no desenvolvimento da coordenação motora! Com dois meses ele já tentava segurar as bolinhas. Comprei a piscina e as cem bolinhas separadas por dois motivos, primeiro; ficava mais barato! E segundo; porquê eu queria uma piscininha mesmo, para  ele tomar banho, a maioria das piscinas de bolinhas, na verdade são cercadinhos de tela, assim eu economizei e ainda evitei o acumulo de coisas, porque se tem uma coisa que bebês gastam  além de dinheiro é espaço! A piscina foi R$ 35,00 e as bolinhas R$ 39,90, e eu ainda ganhei algum desconto.

O guarda roupas eu já tinha e na verdade só parte dele é usado para as roupas do Hugo, nos outros compartimentos nós guardamos roupas da casa. Do lado dele eu colei um adesivo de régua com o tema de animais.img_20170222_115448Cabideiro no trocador é muito prático!blog-8A maioria dos brinquedos são para estimular o raciocínio lógico.

A espada e o escudo é coisa do Noel! …mas eu gostei!blog-6Para o kit higiene usei algumas coisas que já tinha em casa e comprei o que faltava. Por exemplo esse cestinho para pães que usei para colocar as fraudas, serviu certinho e combinou com a decoração! Na verdade olhei vários kits na internet, mas não estava a fim daqueles kits combinadinhos, queria algo mais cool, além de que eles são bem carinhos.blog-4blog-7blog-11Meus amores! ❤blog-12O móbile lindo foi feito pela minha irmã, ela não gastou nem R$ 20,00 e ficou muito fofo! Ela pesquisou os moldes em blogs de artesanatos. blog-2

 

Enfim, esse é o quartinho do Hugo, tentamos criar  um ambiente para estimular ele  ao autodesenvolvimento e descobertas espontâneas. Espero que vocês tenho gostado! Beijos!

 

 

Shabby Chic – Um dos meus estilos favoritos

Sabe aquele estilo de decoração lindo e super charmoso que mistura elementos antigos com modernos sobre um fundo branco? Pois é, esse é o tal do Shabby chic! O significado é algo como “chique gasto”, “chique esfarrapado” ou até mesmo “rústico chic”. No Shabby Chic usá-se muito branco, de complemento à paleta de cores, entra os tons pastel, rosa, verde água, azul bebê e por aí vai! O termo Shabby Chic surgiu entre a década de 1970 e 1980 e foi uma criação da decoradora Rachel Ashwell. A inspiração veio das antigas casas de campo da França e da Inglaterra, pois era costume nessa época decorar com móveis adquiridos em mercados de pulgas e como se tratavam de móveis usados, normalmente eram um pouco desgastados. Rachel viu uma uma oportunidade de criar um estilo feminino, aconchegante e romântico com elementos que na época não provocavam muito interesse, usando uma combinação com velas, flores, cores, principalmente rosa e verde, candelabros e a elegância dos móveis antigos renovados.

Eu sempre gostei de objetos de decoração antigos e desgastados, principalmente de madeira! Mas não me identificava com o estilo rústico em si, sempre que eu me referia a minha paixão por móveis de madeira antigos, confundiam com rústico, foi aí que um dia assistindo um programa de TV de uma designer muito famosa, Ellen DeGeneres, ouvi esse termo, Shabby Chic, se referindo justamente a esse estilo que eu tanto amo! Falei, aaa é isso, exatamente isso! Chique gasto!

Mas vamos aos motivos pelos quais eu acho esse estilo fantástico! Primeiro – A cor branco é o que predomina, deixando o ambiente muito aconchegante, então já ganhou meu coração! Segundo – Os móveis de madeira desgastados são lindos e sobre o fundo branco ficam muito elegantes. Terceiro – Os acessórios são muitos detalhados, com arabescos maravilhosos, que nos faz lembrar de castelos, além das cores clarinhas, que faz com que, apesar do designer desalinhado, o resultado final seja muito delicado, meigo e feminino e por falar em feminino, esse é o motivo pelo qual eu pego mais leve aqui em casa com esse estilo, porque não quero que a casa tenha só a minha cara, gosto que o Noel veja parte de si aqui também, então costumo ir mais para o azul, bege e cinza claro.

Chega de falar né?! Vamos as inspirações! Separei algumas imagens com essa pegada Shabby Chic, em diferentes cômodos da casa! Espero que gostem! shabby-chic-decorating-ideas-14 Foto/Reprodução,  retirada daqui.

shabby-kitchens-1  Foto/Reprodução, retirada daqui.

homedit  Foto/Reprodução,  retirada daqui.

shabby-chic-white-patterned-wallpaper Foto/Reprodução,  retirada daqui.

top-20-dreamy-shabby-chic-living-room-designs-homesthetics-15   Foto/Reprodução,  retirada daqui.

quartos-rom25c325a2nticos-shabby-chic-rom25c325a2ntico-decora25c325a725c325a3o-vintageFoto/Reprodução,  retirada daqui.

via-achados-de-decorac3a7c3a3o_600Foto/Reprodução,  retirada daqui.

shabbychic33Foto/Reprodução,  retirada daqui.

shabbypFoto/Reprodução,  retirada daqui.

deedacacfda37c2afba1a9043877055a

Foto/Reprodução,  retirada daqui.

Obs: Todas as imagens são reproduções, não consegui encontrar os nomes dos fotógrafos, mas abaixo delas tem o link da página da internet, da qual foram tiradas, no entanto as páginas podem não ser dos autores das imagens.

Nosso closet: feito reutilizando partes de um guarda-roupa

Hoje vou contar como eu e o Noel fizemos nosso closet gastando bem pouco. E por falar em closet, serão dois posts, não que ele seja grande, é que vou contar como fizemos e no segundo post mostrar como ficou, ainda não vou mostrar ele com as roupas, sapatos e tals, porquê ele ainda não está totalmente pronto, ainda não compramos cabides novos, estou usando os que já tínhamos, que são daqueles pretos de plástico e também ainda faltam alguns detalhes, então quando estiver totalmente pronto, faço outro post mostrando como ficou.

Nós, mais eu, sempre quisemos um closet e mesmo depois de construirmos o cômodo, ainda estava complicado realizar esse sonho, um closet planejado custaria muito mais do que poderíamos gastar no momento, foi então que numa noite, sentados no sofá assistindo TV, eu disse — Xuxu e se a gente usasse seu guarda-roupa para fazer o closet? —  por incrível que pareça, ele adorou a ideia! E então começamos a planejar tudo, para saber primeiramente se era possível, o quanto poderíamos aproveitar do guarda-roupa e quantas peças precisaríamos comprar, ao fim de todos os cálculos estávamos super animados e prontos para começar!

Usamos quase todas as partes do guarda-roupa, sobrou apenas as gavetas que nós resolvemos não usar no closet, pois temos mais roupas penduráveis e o espaço é pequeno, então os móveis de gaveta ficam no nosso quarto.

No auge da emoção de quando estávamos trabalhando, quase sempre esquecíamos de fotografar. Essa foto abaixo mostra a cor do antigo guarda-roupa, essas divisórias aí são das antigas portas. blog 2Pintamos todas as as partes de branco, para o cômodo ficar mais clean e também para parecer maior. Compramos as barras de inox numa loja de materiais para marcenaria, a barra normalmente é de três metros e a gente corta do tamanho que precisar. Compramos também os encaixes para a barra, esses em especial são ótimos porque tem uma opção para travar a barra, então ela fica estática e até firma mais os as divisórias. blog 3Compramos uns pezinhos e colocamos debaixo das divisórias, para que elas não tocassem o chão. Decidimos não colocar uma divisória em baixo, porque dificultaria na hora de limpar, mas pode ser que futuramente a gente coloque alguma plataforma de mármore em baixo, separando o chão do armário.blog 4Como o closet é pequeno, tive que usar uma das divisórias de baixo para blusas, então resolvi fazer essa divisória mais alta, porquê normalmente as blusas são mais compridas. blog 6Quando imagino um closet, sempre idealizo a parede no fundo cheia de sapatos, então nosso projeto partiu disso!

As partes do guarda roupas não eram suficientes para fazer tudo, então encomendamos placas de MDF sob medida para fazer as prateleiras de sapatos no fundo. As prateleira foram colocadas com distancias diferentes, as de cima tem espaçamento maior, para sapatos de salto, o espaçamento vai diminuindo até um espaço suficiente para tênis e sapatilhas.blog 5Aquela parte no fundo sem divisória ao meio é  a parte de vestidos longos.blog 7Ficou assim, nosso closet lindo! Feito pelas nossas mãos, juntos e com muito amor! Desculpa os defeitos na foto, mas é uma foto paralela que o Noel tirou, a montagem do aplicativo tem falhas, mas é a única que temos dele sem as roupas, a minha ansiedade me fez colocar as roupas lá mesmo antes de estar totalmente pronto kkkkkk.blog 1 aA gente utilizou makita, furadeira, martelo, chave de fenda, parafusos, cantoneira, barras de inox para colocar cabides, pés de inox, fita de acabamento para placas de MDF, MDF, tinta branca, pincel, rolo de pintura e espelho grande. Que eu me lembre, esses foram os itens utilizados. Não calculamos o custo final, mas foi muito baixo.

Quero aproveitar para agradecer ao Noel por ter ser um marido tão parceiro e paciente! E também dizer que esse closet feito em sua maioria de materiais reaproveitáveis, tem muito mais valor para mim do que se a gente tivesse comprado um todo planejadinho. Obrigada Xuxu! ❤